Se no mundo real as coisas não vão muito bem para a FIFA, no universo eletrônico, vão de vento em popa. A Electronic Arts, responsável pela franquia nos games, lançou nesta quinta-feira (28) o trailer do próximo FIFA 16, que contará (finalmente!) com times nacionais femininos. Chora, haters.

Podem fazer a “ola”, garotas: provando que reclamar por direitos tarda, mas traz resultados, a empresa deu a volta ao mundo estudando o físico de jogadoras de futebol profissionais, a fim de manter a impecabilidade visual de seus jogos.

Ao IGN, o gerente de marketing David Rutter disse que a inclusão de times femininos é uma resposta a muitos pedidos de fãs, que chegaram por meio de petições e até mesmo dentro de suas própria casas: segundo Rutter, suas filhas sempre perguntaram por que não podiam jogar como mulheres.

fifa-16-fem-2

fifa-16-fem-3

Para tanto, nada de reutilizar moldes: a modelagem foi criada desde o começo, respeitando a estrutura corporal feminina e seus trejeitos, além de todo um trabalho de física para os cabelos das mulheres, geralmente mais longos.

Atletas das seleções femininas do Canadá e dos EUA estiveram nos estúdios da EA, em Vancouver, para “modelar” em FIFA 16, o que incluiu escaneamento digital em 360° e mockups de corridas, arrancadas, cobranças e deslocamentos. Além disso, de acordo com Rutter, também deram feedbacks essenciais para corrigir erros do jogo. Já foram confirmadas as seleções de Alemanha, Brasil, Canadá, EUA, França, Suécia, Inglaterra, Austrália, Espanha, China, Itália e México.

FIFA 16 será lançado oficialmente em 22 de setembro, para Xbox 360, PlayStation 3, Xbox One, PlayStation 4 e PC.